"Quero poder andar por ai.Conhecer lugares e pessoas. Quero amar e dizer que o amor não é apenas um conto, Mais uma realidade."

quarta-feira, 13 de maio de 2009

METAMORFOSE

"Menina venha, saia dai de dentro", diz a mãe
A filha então abre os minúsculos olhinhos e de dentro do casulo Olha para seu corpo encolhido ali
Observa que ainda não mudou nada
Continua feio, desengonçado...mole...cheio de patas...
Não pode sair ainda
Tem que esperar a hora em que também poderá conquistar o céu
Voar sem direção por ai...
De dentro do casulo espia lá fora
Vê suas irmãs voarem de flor em flor com suas belas asas que acabaram de ganhar
Vê milhões delas...voando suavemente
Cada uma desfilando seu par....diferentes...unicas...multicoloridas...incolores
Bailam no ar como penas perdidas...deslizam pelas folhas como gotas de orvalho...
Abrem e fecham suas asas numa dança harmoniosa...frenética
Brancas....azuis...vermelhas...marrrons...um arco-íris de asas
"Não posso sair ainda" repete para si,
Chamaram ela de feia....os animais menores continuarão fugindo de medo quando vê-la surgir pelo caminho...
Voltara a se sentir triste....solitária...
E terá que fazer o que sempre fez...rastejar pelos troncos das árvores
Pelo chão...atrás de amigos...de alguém que a ouça...
Que lhe mostre o caminho mais fácil de se caminhar.... alguém para poder conversar
Mais não encontrara...
Ninguém quer conversar com uma largata
Ninguém quer ficar perto olhando para um ser horroroso...monstruoso
Então ela torna a fechar seus minúsculos olhinhos para mundo
Espera sua metamorfose chegar
O momento que deixara de ser uma largata feia e lenta
E se transformara numa bela borboleta
Então poderá voar livre como suas irmãs
Poderá beijar as flores
Pousara sobre as folhas... ou simplesmente planar no ar...
Imagina como será suas asas...sua cor....seus movimentos
Imagina-se brincando com o vento...deixando que ele o leve para os bosques e jardins
Se imagina voando pelos campos...todos olhando para ela....falando como é bela suas asas
Como voa maravilhosamente...
A largata não responde para sua mãe...fica silenciosa dentro do seu casulo
Espera o momento que o rompera
Que sairá dali não mais como uma largata feia e desengonçada
Mais como uma linda borboleta de asas belas e vôo magnifico
Espera pacientemente por sua metamorfose chegar...

15 comentários:

alex e! disse...

...o mais assustador das metaformoses, na minha opinião, é que o resultado pode ser terrível. Como no caso da borboleta, que chega ao auge da beleza pra morrer em 24 horas. Ou pelo menos foi isso que aprendi em algum lugar. De qualquer maneira, talvez fosse melhor que aproveitasse mais a si mesma como lagarta. A beleza, independentemente do contexto, acaba acabando uma hora ou outra...

abraço do alex....

AC Rangel disse...

Quantos de nós, por medo, insegurança, falta de coragem, permanecemos lagartas durante toda a vida? Quantos deixam de se transformar e carregam esta insatisfação para sempre?
Belo texto. Obrigado pela visita e pelas palavras.

Um abraço

ŁǺи¥ disse...

Todos nós temos que passar por isso... cedo ou tarde...

"A alma é uma borboleta...
há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose..."

Rubem Alves

Beijos

Daniel Braga disse...

Nossa.. muito bom seu texto. Adorei.
Acho que todos fomos em algum momento uma lagarta esperando pela sua metamorfose. Pra alguns essa transição é fácil, já pra outros...

~Até a próxima.

*DB*

Pelos caminhos da vida. disse...

Somos "passageiros" de um lindo raio de luz
que nos conduzem a eternidade.
Conseguir perceber, sentir e tocar
este raio de luz dourado
é como manter uma comunicação
permanente com os nossos anjos.
Os anjos são nossos protetores e
nossos guias verdadeiros,
que nos conduzem de uma forma iluminada
ao entendimento,
a compreensão e ao amor.
E nos incentivam principalmente a construção
de uma vida em plena harmonia com o universo.
Portanto, olhe para o céu hoje, deixe que seu coração seja banhado por este "oceano de luz"
que irá transformar sua vida.
Deixe que ele ilumine sua vida com os raios da "FELICIDADE"!!!

beijooo.

Barbara disse...

Mas...já observou o quanto tem de malemolência, cadência, no andar da lagarta?
Sim, meu parente distante...observe.
(Sou Novaes e todos os Novaes ou Novais vieram do mesmo tronco -Portugal. Chegaram ao Brasil os primeiros, com Men de Sá e se espalharam do Rio de Janeiro até Sergipe nos tempos das capitanias hereditárias)
Depois, espalharam se mais e mais.
Abraços, belo texto.

Moonlight disse...

E tudo na vida é assim...tudo tem um tempo de esperar.É bom saber esperar.
Mas porque tem de se ser belo para enfrentar o mundo?A lagarta(o feio)tambem tem sua beleza embora escondida...
Magnifico texto.Adoro borboletas!

Um bj cheio de luar

' Joseαne Costα* disse...

' Oi Ademerson...

Texto belíssimos, temos sempre que esperar a hora certa para que algo aconteça em nossas vidas...

Muito obg por me visitar, pra mim é uma honra, uma escritor como você em meu pequeno cantinho, muito obg mesmo...

Um ótimo final de semana pra vc^^

bjoo's no ♥

Josy*

Pedro Antônio disse...

Oi, Ademerson!

Bem que eu queria ser uma metamorfose ambulante e renascer todos os dias, melhor e mais livre!

Lindo texto! E, com ele, a gente aprende que é preciso se renovar, mas de um jeito diferente, sem estar preso aos padrões ou à ditadura da beleza física!

Abração! Te espero sempre!

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA

Dois Rios disse...

Interessante texto, Ademerson!

Muitos de nós, por medo ou insegurança, abrimos mão de voar pela vida. O casulo pode ser um lugar seguro mas não existe vida sem riscos.

Beijo,
Inês

Lady Byron disse...

tomos somos lagartas, esperando uma metamorfose...mas fomos envolvidos em casulos de mídia, e nossas mentes manipuladas para algo utópico.

Poucos sabem que uma borboleta vive apenas um dia inteiro. E poucos entendem que as vezes, o maior desejo da borboleta é voltar a ser uma lagarta.

Eu amo o jeito como escreve, Ademerson. É cativante e apaixonante.

Se quiser continuar acompanhando o livro que estou postando no meu blog, pediria que desse uma passada lá.

Carinhosamente,
Lady Byron
(Nayara K.)

Pelos caminhos da vida. disse...

Meu blog esta comemorando um ano, tem presente la pra vc.

beijooo.

Olavo disse...

Belo texto
Isso é consequencia do medo de muitos em encarar a vida..
muito bom
Otima semana
abraços

CARLA FABIANE... disse...

ASSIM É A VIDA, UMA METAMORFOSE...
UNS GANHAM ASSAS E VOAM OUTROS ESPERAM PELA HORA CERTA, QUE TALVEZ NUNCA CHEGUE, ACHAM QUE NÃO ESTÃO PRONTOS PARA VOAR E SUBIR AO CÉU...
GRAÇAS A DEUS SOMOS TODOS BORBOLETAS, TALVEZ ALGUNS MAIS BONITOS E COLORIDOS QUE OUTROS...
TODOS SAIMOS DE UM CASULO UM DIA...
BEIJO...

BM disse...

Um texto que transpira beleza em cada palavra! Parabéns e obrigado pela visita e pelas sempre simoáticas palavras!!! =)