"Quero poder andar por ai.Conhecer lugares e pessoas. Quero amar e dizer que o amor não é apenas um conto, Mais uma realidade."

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

FERIDA DA SAUDADE!!!!

Vivido na terça-feira

Ele acordou no meio da noite
Soltou um gemido rouco, baixo, quase imperceptível
Muito parecido com um animal quando esta ferido
E era desse modo que estava se sentindo, como há um animal ferido
Com sangue escorrendo de sua ferida exposta,
Ferida que nunca cicatriza
Que lateja sempre quando o outro não esta por perto
Enfiou a mão por debaixo da camiseta
Os dedos finos tocaram a carne quente
Tentava achar a tal ferida
Mais só encontrou um peito coberto de pêlos
Levantou-se,
Jogou o cobertor de lado que rolou para o chão,
Ainda com o corpo quente atravessou com passos miúdos o quarto escuro
Tateou com precisão os moveis a sua frente para não esbarrar
Abriu a porta sem fazer ruídos
Bastava os seus próprios ruídos, aqueles que vinha de dentro de si
Que só ele ouvia quando achava que ninguém prestava atenção nele
Sentiu de imediato o vento gelado de fora bater no seu rosto
Fazendo espalhar os fios dos seus cabelos na cabeça
Caminhou lentamente sentindo sob os pés descalços o piso frio e úmido
Segurando com força uma das mãos na parede para não cair ali procurava ser cuidadoso
Não queria acordar ninguém, não queria acordar a casa
A camiseta branca colava no seu peito a cada passo,
A calça amarrotada tremulava agarrando-se em suas pernas
Via cada vez que se aproximava da mureta as gotas finas
Gotas que atravessavam o manto da noite e caiam levemente na calçada
Gotas que se avolumavam, formavam poças claras, desciam em cascatas pela rua
E eram engolidas pelo primeiro bueiro que encontravam
Ele bateu o joelho na mureta, não percebeu que o corredor tinha terminado
Deixou os braços relaxarem sobre o bloco frio
E ali com metade do corpo agora colado na mureta
Sentindo mais forte o vento bater em seu rosto ainda intumescido
Deixou a cabeça pender e cair sobre seus braços
Os fios negros espalharam-se sobre a pele,
Misturaram-se com os fios já existentes
Naquele pedaço de carne que logo tomou uma cor arroxeada,
Os fios sacudiam ferozes a cada rajada de vento que ora vinha de uma direção ora de outra
Mais não se importou,
Com os olhos piscando por causa das gotas que agora caiam no seu rosto
Ficou olhando a rua vazia, as gotas descerem pelas paredes das casas
E ali Ele ficou esperando que a noite acabasse, que o céu negro sumisse
Esperou avidamente que aquela dor aberta no peito fechasse
Que parasse de doer
Mais Ele assistiu a dança das gotas
Ouviu o silencio cantar para Ele uma melodia do mundo
E mesmo quando nenhuma gota mais caiu
Quando o céu negro sumiu
Quando o silencio por fim calou-se
Ele continuou ali, encostado naquela mureta
Com a ferida da saudade mais aberta do que nunca, sangrando, latejando em seu peito....

(É muita saudade quando estou longe de voce)

16 comentários:

Luan Fernando disse...

A saudade tem seu lado bom de sempre nos fazer lembrar de coisas boas, porém, junto com isso, vem a tristeza de saber que estamos longe de algo que gostamos muito...

Úrsula Avner disse...

Olá amigo, um texto com belas metáforas... Sua escrita se refina a cada dia. Bj.

Os intrigantes pensamentos da Lud disse...

Nossa, q profundo, hein? Belissimo post!

*Obrigada pelo coment lah no blog! Fico feliz q tenha gostado do meu texto! Volte sempree!

Flávia disse...

Linda poesia sobre a dor da saudade.
Essa ferida aberta no peito que ninguém vê. Mas que está ali, no coração dos que amam!

Poeta de um mundo caduco... disse...

Lindo...
Tão descritivo, tão intenso...
A minúscia dos detalhes nos faz sentir cada reação, cada atitude...

Bela maneira de transcrever a saudade...
É bem assim... Essa sensação de tormento, ausência... parece que falta um pedaço q foi arrancado de nós...

Bjinhos.

Graça Pereira disse...

Realmente a saudade faz doer,sangrar o coração e é uma ferida que não estanca nunca. Faz-nos perder a noção da realidade e de tudo quanto nos rodeia porque a dor é alucinante.
Bonita esta imagem da saudade!!
Um beijo
Graça

Fhelipe disse...

belas palavras so as vi hoje de tarde como sempre cada vez que passo por aqui me aperta o peito e me da vontade de chorar bebo cada linha que voce escreve fasso das suas minhas palavras pois sei o que e sentir saudade aquela que nao te deixa DURMIR tira seu sono faz voce ate ficar louco sei o que voce sente pois aqui eu sinto tambem fico longe do meu amor e esse sentimento vem em mim algo forte dominador controlador me pucha pro mais fundo isso se chama saudade espero que voce possa matar logo a saudade do seu amor ....

DANIELA BORALI ॐ disse...

Um texto: Triste e Sublime!
A mistura perfeita!
Parabéns!
Beijos,
Dani

Dil Santos disse...

Oi Ademerson, tudo bem?
A saudade é uma coisa louca, as vezes parece doer no peito, de tão forte que é, mas quando encontramos o ser causador, dá uma sensação magnífica.

Ótimo fds
Abraços
:)

Arthur Alter L. disse...

Adermerson,
Que capacidade de dar cor, forma e corpo à saudade. Perfeito rapaz.
A saudade é algo que a realidade arrancou de nós, bem assim como vc descreveu, e o pior é que nem mesmo o tempo pode trazê-la de volta.
Grande abraço.

sonho disse...

Quando a saudade chega...é dor que não tem fim...
Lindo Domingo
Beijo de um anjo

♥ ♥ Eu disse...

Espero q essa saudade passe assim q amanheça e o novo dia te traga o amor de volta.

beijos e uma semana linda prá vc!

susana disse...

Gostei deste texto,este tem alma tem sentimento, tem saúdade...

Beijinho, e uma boa semana
Susana

Pelos caminhos da vida. disse...

Vim deixar meu beijo meu carinho e te desejar uma linda noite!
Que nesta noite, você tenha a paz que precisa para repor suas energias físicas, emocionais e espirituais.
Nunca esqueça que Pelos Caminhos da VIda você está presente dentro do meu coração.

beijooo.

Daniel Braga disse...

Nossa.. que profundo e sentimental! Adorei amigo. Obrigado pelo comentário no meu blog.

~Até a próxima.

*DB*

Luis Fabiano disse...

Gostei muito do texto, saudade é um desses sentimentos mais urgentes mesmo. Eu sempre sofro quando estou longe de quem amo. Às vezes, preciso dela só para reafirmar o meu amor, mas esse afastamento tem que ser bem rapidinho. Abraço e valew pela visita no meu blog!